top of page

Cap participa de livro sobre a história da logística frigorificada no Brasil

Foi lançado, pela Global Cold Chain Alliance (GCCA) Brasil, o livro “História da Logística Frigorificada Brasileira”, escrito pelo engenheiro Francisco Moura, que conta como começou esse importante braço da logística no país, iniciado pela Frimorite, primeira empresa privada a operar um armazém frigorificado de uso público no estado do Rio de Janeiro, fundada por Moacyr Gonçalves Moreira Leite e seus filhos Luiz Paulino, José Roberto e Paulo Cesar.


“Na época queríamos diversificar os nossos investimentos e percebemos que o país precisava com urgência de armazéns para a conservação de alimentos. No Rio de Janeiro, por exemplo, ainda não tinha nenhum armazém frigorificado moderno e amplo”, destaca Luiz Paulino Moreira Leite, secretário de Desenvolvimento Econômico de Niterói e fundador da Cap Logística Frigorificada.



De acordo com o livro, o armazém foi inaugurado em 1977 para atender às necessidades de armazenagem do estado do Rio de Janeiro, com capacidade inicial de 14,5 mil metros cúbicos, distribuídos em nove câmaras frias preparadas para o congelamento e o descongelamento de 40 toneladas por dia. “O armazém foi montado com tecnologia japonesa, que era muito avançada para a época. Nos consolidamos como um dos grandes espaços privados utilizados pelo governo federal para conservar carnes. Depois de um tempo, a empresa cresceu, se modernizou e foi redimensionada”, afirma Leite.


Em 1990, Luiz Paulino Moreira Leite deixou a sociedade com os irmãos e se dedicou a um novo projeto na região de São José dos Pinhais, no estado do Paraná, que deu origem à Cap Logística Frigorificada. “Inauguramos a Cap em 2000 e nove anos depois abrimos uma segunda unidade, no Porto de Paranaguá, no Paraná, com foco na armazenagem e na movimentação de produtos frigorificados para exportação”.


Além de contar sobre os desafios enfrentados pelos pioneiros da logística frigorificada no Brasil, o livro de Francisco Moura também mostra as perspectivas para o futuro do setor. A publicação tem 324 páginas com versões em português e inglês e distribuição para o Brasil e os Estados Unidos.


A obra tem patrocínio das empresas Cap Logística Frigorificada, Comfrio, Superfio, Arfrio S.A, Portonave Iceporte, Serbom e Friozem e apoio da Therm Tech, Guntner e Mayekawa.

Comments


Ícone do WhatsApp
bottom of page